Psicografia

Chico Xavier

A técnica da psicografia, diretamente vinculada às obras publicadas pelo autor, baseia-se em alguns princípios fundamentais do universo espírita:

​​

  • O Espiritismo é uma doutrina reencarnacionista, fundada sobre a crença na existência de espíritos e em suas manifestações (alma espiritual e imaterial).

  • Médium: pessoa que pode servir de intermediário entre os espíritos e os homens.

  • Psicografia: é a capacidade de escrever por si sob a influência/inspiração de um espírito.

No Brasil, o fenômeno da psicografia se difundiu especialmente por meio da obra do médium e filantropo Chico Xavier, indicado ao Prêmio Nobel da Paz (1982 e 1983) e referência do mundo espírita, autor de mais de 450 livros psicografados, mais de 40 milhões de obras vendidas e traduzidas a 33 idiomas e cujos direitos autorais foram integralmente doados a instituições sem fins lucrativos.

allan-kardec_edited.jpg

Allan Kardec

Chico_edited.jpg

Chico Xavier tinha o dom da psicografia mecânica, na qual o espírito comunicante controla a mão do médium e, por conseguinte, impõe suas palavras e caligrafia. Esse tipo de mediunidade é bastante raro, pois a grande maioria dos médiuns se utiliza da psicografia intuitiva.

 

Essa forma mais comum, utilizada nas obras Terra prometida, Norma e eu e 3 segundos, busca captar o fluxo mental, o pensamento central do espírito comunicante e o expressa com seus próprios recursos, tanto com relação à terminologia quanto à forma. Para os médiuns, a principal dificuldade nessa técnica é a de discernir entre qual pensamento é seu e qual tem sua origem na mente do espírito. Devido a essa incerteza, alguns escritores, pintores, músicos, etc. das mais diferentes vertentes não sabem que, em seus momentos de inspiração, podem ser fortemente influenciados por pensamentos de espíritos que trabalham ao seu lado, sem que tenham real consciências deste fenômeno.

 

Existem vários relatos de escritores que comentam que, ao fim de um conto ou de uma obra, ficam reticentes em assiná-la, porque sentem que lhes foi ditada o que não as reconhecem como integralmente suas.